Reconhecidamente uma das cidades mais lindas do mundo, Praga tem muuita história para contar. Ela é pertinho de Viena (4h de ônibus) e fizemos muita coisa em um final de semana (confira aqui o roteiro completo para dois dias). Mas, como sempre: não vejo a hora de voltar.

Primeiro, um pouquinho de informação:

A cidade é a capital da República Checa, fala-se checo (origem eslava, algumas palavras são parecidas com o croata e o russo, por exemplo) – mas a maioria das pessoas fala inglês também- e o país está na União Europeia, mas não aderiu ao euro. Informalmente, dá para alguns lugares que aceitam euros, mas o que não falta é casa de câmbio por lá. Atualmente um euro é equivalente a 27 korunas.

Dica para toda e qualquer cidade: não troque dinheiro na rua com gente xis, troque em casas de câmbio e de preferência em alguma que não esteja no aeroporto/estação de trem – elas costumam ser mais caras.

A República Checa tem história pra caramba, claro. Mais recentemente, ela foi parte do império austríaco, depois virou república (a tal da Checoslováquia!), sofreu durante a ocupação nazista, foi liberada pelo Exército Vermelho, se tornou comunista, aí virou comunista de partido único, pediu reformas democráticas durante Primavera de Praga (1968), foi ocupada pela União Soviética e em 1989 teve a revolução de Veludo, que liberou o país da ocupação e o dividiu em República Checa (finalmente!) e Eslováquia (entendeu o porquê de Checoslováquia?). Ufa.

O mais impressionante é que cada pedaço da história do país está absurdamente preservado em Praga. Desde construções da Idade Média até o bairro judeu (rumores que Hitler não teria destruído porque queria que Praga fosse um “museu a céu aberto” contendo a história da população que ele queria destruir) e arquitetura mais moderna.

Processed with VSCO with s1 preset
Neve ❤

Outra coisa legal de se saber sobre o país: ele é berço de muito gigante da literatura. Franz Kafka e Rainer Maria Rilke nasceram em Praga. Milan Kundera também nasceu na República Checa, mas em uma cidade chamada Brno, e sua obra prima, A Insustentável Leveza do Ser, descreve com perfeição trechos da história e pedaços da capital.

Principais pontos turísticos

1.Charles Bridge

É um dos pontos mais famosos da cidade. Uma ponte que existe desde a Idade Média e costumava aguentar carros, também. Hoje em dia, fechada para pedestres e pras lindas esculturas que tem por lá. Como era de se esperar, fica bem cheia. Se você for dos fortes, vale a pena acordar cedo para ver o amanhecer na ponte.

2. Castelo de Praga

Na parte alta da cidade, atravessando o rio. Dá para ir andando, pegar uma excursão ou um ônibus no centro da cidade. É simplesmente o maior castelo antigo do mundo e atual residência do presidente da República Checa. No complexo, palácios e igrejas mil, em especial a Catedral de S. Vito.

captura-de-tela-2017-01-17-as-22-46-48

3. Centro Velho

Uma área enorme, só para pedestres e cheia de prédios lindos, igrejas medievais, um prédio parcialmente destruído (e propositalmente mantido assim) durante a Segunda Guerra e uma imensidão de turistas, a maioria lá para ver…

4. O relógio astronômico

Sem dúvida uma das maiores atrações de Praga, mas não vai esperando um show pirotécnico, pelamor. Mas para quem curte história (ou astronomia), o negócio é muito legal. É o mais antigo relógio astronômico em operação (foi instalado em 1410!). Ele mede uma porrada de coisa, desde, bem, as horas (mas não os minutos rs)… até em qual signo a lua está. ISSO MESMO, HATERS. A cada hora, muita gente se junta embaixo do relógio para ver a apresentação que ele faz, toda simbólica. Não precisa chegar meia hora antes, gente, plmdds. Tem espaço para todo mundo, o show vai se repetir daqui uma hora e o negócio dura menos do que um minuto. Mas em geral, muito muito legal!

img_2766

5. Memorial de Vítimas do Comunismo

Os países do leste europeu têm uma relação complexa com o comunismo. Em 1945, a Checoslováquia votou pelo comunismo depois de ser liberada pelo exército russo da ocupação nazista. Só que quando em 1968 os checos protestaram por reformas democráticas, os soviético invadiram e ocuparam o país. Por décadas, intelectuais (inclusive de esquerda) foram perseguidos e assassinados, muitos viveram no exílio (ex. o próprio Kundera, que abriu mão de sua cidadania checa e agora é naturalizado francês). O memorial fica em uma região um pouco distante do centro, o que dificulta sua visita.captura-de-tela-2017-01-17-as-23-09-56

6. O bairro judeu

Uma das mais antigas sinagogas do continente, casa do famoso mito do Golem, e ver o antigo cemitério são alguns dos motivos para visitar o bairro judeu de Praga. O cemitério é tão impressionante que já foi usado como cenário em filmes de Hollywood: o local reservado para os mortos ficou pequeno demais com a expansão da cidade e, como a religião judaica não permite que corpos sejam “reenterrados”, o cemitério passou a ter diversas “camadas” e é visivelmente muito mais alto do que a rua. As lápides das centenas de pessoas enterradas estão todas lado a lado, “espremidas” na superfície.

img_2819

7. O monumento ao Kafka

Tem museu do escritor, tem várias estátuas espalhadas pela cidade, mas o principal é esse aqui, enorme e, bem… monumental:

Captura de Tela 2017-01-17 às 23.13.12.png

 Confira dicas de roteiro, hospedagem e restaurantes no próximo post 🙂

 

Posted by:Amanda Previdelli

Jornalista, paulistana e geminiana. Já estudou desde Política Internacional a Yoga e Astrologia. Compra brigas nas redes sociais e mesas de bar, mas gosta também de viajar e conversar.

One thought on “Praga, República Checa: melhores atrações e infos importantes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s